Publicado em 18/02/2016 19h01

Insinuante será Ricardo Eletro; Sindicato minimiza demissões e classifica fusão como “positiva”

.

aratu online bahia
Foto: divulgação/Insinuante
 

A Máquina de Vendas, terceira maior rede de varejo de eletroeletrônicos do país, inicia a partir de março um processo de unificação de suas cinco bandeiras. Durante 2016, todas as lojas Insinuante, City Lar (de Mato Grosso), Eletro Shopping (de Pernambuco) e Salfer (de Santa Catarina) passam gradualmente a adotar a marca Ricardo Eletro. A informação foi confirmada pela assessoria da Máquina de Vendas ao Aratu Online, por e-mail, na manhã desta quinta-feira (18/2).

Ainda segundo a nota, com a unificação, “a Ricardo Eletro será a bandeira com o maior número de lojas do varejo de eletroeletrônicos do país; serão quase mil em pontos de venda distribuídos – 370 só no Nordeste – em 23 estados e no Distrito Federal”.

Os canais de e-commerce seguirão a mesma linha com as duas logomarcas em suas páginas. Já os portais especializados E-Colchão, Mala Mix, Kangoolu, Cipela e Clube do Ricardo – que fazem parte do grupo Máquina de Vendas – mantêm suas operações individuais, como já acontece hoje.

Para celebrar a nova etapa, a companhia lançará no final de março as novas ações de publicidade e marketing. A Máquina de Vendas espera ganhar competitividade para disputar espaço com gigantes como a Via Varejo, que administra as marcas Casas Bahia e Pontofrio, e o Magazine Luiza.

Sindicato aprova fusão
A extinção da marca baiana é vista como “positiva” pelo presidente do Sindicato dos Comerciários de Salvador, Jaelson Dourado. Segundo ele, a decisão dos empresários é para combater a “concorrência desleal”, que chegou no Estado há cerca de dois anos.

“Não é natural, porém isso sempre acontece no mercado, como foi no caso do Paes Mendonça [rede de supermercados vendida na década de 90]. A insinuante é baiana e não consegue concorrer com o mercado Internacional”, defende Dourado.

A fusão entre as marcas acontecerá gradualmente a partir de março. Para mostrar a união, as lojas funcionarão com a sua bandeira tradicional e com a logomarca da Ricardo Eletro. Ainda não há previsão de fechamento de outros estabelecimentos da marca Insinuante, mas Ricardo Nunes, CEO do Grupo Máquina de Vendas, não afastou essa possibilidade. “O fechamento depende da performance e do perfil de cada unidade, e lojas gigantes já não fazem sentido quando o consumidor se sente mais atraído por shopping ou vendas online”.

Diante desse cenário, Dourado diz não saber sobre o futuro no emprego dos comerciários que prestam serviço para a rede baiana, mas aponta que o Sindicato defenderá os funcionários possivelmente demitidos. “A primeira defesa que fazemos é o emprego. Depois, caso as demissões aconteçam, serão homologadas [aprovação da rescisão de um determinado contrato] no Sindicato. Assim, todos direitos dos trabalhadores serão garantidos”, frisa o presidente.

Autoria: Aratu Online

  • Link:

Comente essa notícia

Publicidade
Copyright 2016 © www.diasdavilaagora.com.br - Todos os direitos reservados
jornalismo@diasdavilaagora.com.br • Tel/WhatsApp: (71) 9238-4606
Desenvolvimento: Tecnosites