Publicado em 14/05/2022 18h43

Ministro do STF suspende políticas estaduais sobre ICMS do diesel e estados vão recorrer

Novo cálculo entraria em vigor em julho, mas foi suspenso pela decisão de André Mendonça, a pedido da Advocacia-geral da União (AGU)

Ministro do STF suspende políticas estaduais sobre ICMS do diesel e estados vão recorrer
 

O Comitê Nacional de Secretários da Fazenda, Finanças, Receitas ou Tributação dos Estados e Distrito Federal (Comsefaz) informou que vai recorrer da decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), André Mendonça, sobre o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

A criação de uma alíquota única em todos os estados para o ICMS de combustíveis foi determinada por projeto de lei aprovado pelo Congresso e sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL). O governo queria que, com a mudança, houvesse uma redução no imposto estadual cobrado sobre os combustíveis.

Porém, os estados estabeleceram uma alíquota teto de R$ 1,006 por litro de óleo diesel, mas permitiram a aplicação de descontos para que cada estado mantivesse a mesma alíquota que já era cobrada antes da aprovação da nova lei. O novo cálculo entraria em vigor em julho, mas foi suspenso pela decisão de André Mendonça, a pedido da Advocacia-geral da União (AGU)

"Fizemos uma avaliação técnico-jurídica. Nessa avaliação identificamos que o comitê nacional de secretários, apesar de respeitar toda a decisão judicial, cumprir decisões judiciais, a gente vai recorrer", afirmou o presidente do Comsefaz, Décio Padilha, secretário da Fazenda de Pernambuco.

Autoria: Metro 1

  • Link:

Comente essa notícia

Publicidade
Copyright 2016 © www.diasdavilaagora.com.br - Todos os direitos reservados
jornalismo@diasdavilaagora.com.br • Tel/WhatsApp: (71) 9238-4606
Desenvolvimento: Tecnosites